× Sindicato Contabilidades Contato Acompanhar processos

Campanhas

DIA DO TRABALHADOR 2020

Em 2020, devido à pandemia de COVID-19, o dia 1º de Maio, sem as tradicionais passeatas, será totalmente inédito.
01 de maio de 2020, 11h37

No mundo de 2020, confinado devido à pandemia de COVID-19, o dia 1º de Maio, sem as tradicionais passeatas, será totalmente inédito, mas os sindicatos aproveitarão a data para ressaltar o papel crucial dos trabalhadores na linha de frente da crise de saúde.

Este Dia do Trabalho, evento coletivo por excelência, será "inédito na história sindical", destaca o historiador francês Stéphane Sirot, especialista em movimentos sociais.

"É como um 1º de Maio em tempos de guerra. Mas é a primeira vez que a situação de saúde entra em jogo", afirmou à AFP.

No momento em que metade da humanidade está confinada e depois que o novo coronavírus matou mais de 200.000 pessoas, as manifestações estão proibidas, mas os sindicatos imaginam outras formas de mobilização.

"Embora estejamos confinados, vamos todos nos manifestar em 1º de Maio com faixas, bandeiras, ou invadindo as redes sociais, e dar a este dia uma verdadeira força coletiva", escreveram vários sindicatos na França, onde geralmente acontecem grandes passeatas nesta data.

Os sindicatos pretendem homenagear em especial os "esquecidos" e "invisíveis" da sociedade, que continuam trabalhando, com frequência colocando a própria vida em risco, como os profissionais da saúde, funcionários dos supermercados, ou garis.

Na Itália, um dos países europeus mais afetados pela pandemia, com mais de 25.000 mortos, o grande show que tradicionalmente é organizado pelas principais centrais sindicais nesta data, em Roma, acontecerá sem a presença do público.

 

Fonte: estado de Minas Internacional


Veja outras publicações
SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS

Logomarga